Ultimas

terça-feira, 24 de setembro de 2019

ESTAMOS AQUI PARA TRABALHAR: AUDIÊNCIA PÚBLICA EM PROL DAS QUEBRADEIRAS DE COCO MARCA A RENOVAÇÃO NO LEGISLATIVO ESTADUAL

O Auditório Neiva Moreira localizado no Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão foi palco na última segunda-feira (23) da 1ª Audiência Pública da Frente Parlamentar em Defesa da Agricultura Familiar e Reforma Agrária no Maranhão, com o tema “Mulheres Quebradeiras, Resistência nos Babaçuais”, cerca de duzentas pessoas marcaram presença e entoaram que o coco babaçu é a grande riqueza do Estado.

A Audiência promovida pela Frente Parlamentar em Defesa da Agricultura Familiar e Reforma Agrária no Estado do Maranhão, presidida pelo deputado Adelmo Soares (PCdoB) - contando com a assinatura de vinte e oito parlamentares, a exemplo dos presentes Helena Duailibe (Solidaridade), Zito Rolim (PDT), Wendell Lages (PMN) e Ariston (Avante) - em conjunto com o Movimento Interestadual de Mulheres Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) reuniu mulheres ativistas do Movimento e lideranças políticas maranhenses para mostrar a coragem e a batalha constante em que vivem as Quebradeiras; a audiência foi um meio para dar voz e vez às Mulheres Quebradeiras para que novos frutos sejam colhidos através de sua resistência e de sua luta com o apoio do legislativo, reforçando a presença na Casa do Povo.

Dividido em três mesas de debate com as temáticas: livre acesso aos territórios babaçuais; preservação do babaçuais: derrubadas e agrotóxicos; e políticas públicas de produção e comercialização para mulheres agroextrativistas, a tarde de debate ganhou notoriedade ao contar com a presença de autoridades importantes no cenário político estadual, como a senadora Eliziane Gama (Cidadania) que fez questão de afirmar sua luta no federativo e reforçar o trabalho atuante do deputado Adelmo Soares (PCdoB). “Parabenizo o deputado Adelmo Soares e todas as Mulheres que deram vida a mais um sonho, dou a certeza a todas as quebradeiras que elas têm uma fiel representante no Senado Federal”, afirmou a Senadora. 

Também estiveram presentes a secretária de Estado da Mulher e deputada licenciada, Ana do Gás (PCdoB), a presidenta da Casa da Mulher Brasileira, Susan Lucena; a presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Loroana Santana; a secretária adjunta de extrativismo, povos e comunidades tradicionais da SAF, Luciene Figueiredo; Dulce Cutrim, superintendente regional da CONAB; além de representações dos movimentos sociais (FETAEMA e MST), pesquisadores e sociedade civil. 

De acordo com Luciene Figueiredo, o Maranhão é o maior estado em concentração de palmeiras de babaçu e é destaque no setor extrativista. “A minha luta desde a gestão do deputado Adelmo Soares na Secretaria de Agricultura Familiar foi sempre em prol dos povos tradicionais e extrativistas do Maranhão. Essa é uma característica que, graças a muito esforço e dedicação coletivos, continua perseverante em nossa secretaria, por isso estamos aqui hoje para lutar mais uma vez em prol da justiça e dos direitos iguais”, disse a secretária-adjunta

Eunice Costa, coordenadora geral do MIQCB do município de Imperatriz, deixou claro a que veio, denunciando com revolta as situações que passam as Mulheres Quebradeiras de Coco: “É revoltante saber que que as Quebradeiras de Coco têm que lidar com situações que nos impedem de fazermos o que amamos, nos impede de sermos as Quebradeiras de Coco de quem tanto nos orgulhamos. É diante disso que nos juntamos ao deputado Adelmo Soares e a todos os outros parlamentares que aderirem à causa, para que sonhos sejam realizados e para que a luta seja honrada”, ressaltou a coordenadora.

O deputado Adelmo Soares, presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Agricultura Familiar e Reforma Agrária no Estado do Maranhão, procurou sempre somar forças às mulheres, deixando clara a sua luta em prol da Agricultura Familiar do Maranhão: "Quando cheguei à Assembleia Legislativa, logo após lutarmos na Secretaria de Agricultura Familiar, percebi que não havia nada no Regimento Interno desta casa que falasse sobre a Agricultura Familiar. Por isso criamos a Frente Parlamentar, para que o povo, os agricultores e agricultoras familiares e as Mulheres Quebradeiras de Coco possam, finalmente, ter lugar, voz e vez dentro do parlamento maranhense, afinal, essa é a casa de todos. Então, que assim seja feito", pontuou o deputado. 

De acordo com Adelmo os encaminhamentos agora serão trabalhados e refletidos na criação de novos projetos e leis que representem e estejam de acordo com as necessidades das mulheres quebradeiras, e fez ainda questão de reforçar "não estamos aqui só para tirar fotos, estamos aqui pra trabalhar".

Postar um comentário

 
Copyright © 2019 PORTAL DO MARANHAO
Traduzido Por: Luzimar Rodrigues