Ultimas

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Deputado Márcio Jerry critica nomeação de amigo do clã Bolsonaro para PF: “Inaceitável".


Jair Bolsonaro (sem partido) oficializou nesta terça-feira (28) a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. Homem de confiança do presidente e de seus filhos, Ramagem passa, hoje, a comandar a instituição que apura a conduta de Carlos Bolsonaro como articulador do esquema criminoso de fake news. A proximidade do novo chefe da PF com o clã Bolsonaro gerou uma série de críticas de parlamentares, incluindo o vice-líder do PCdoB na Câmara, deputado federal Márcio Jerry (MA).

“A nomeação de Alexandre Ramagem como diretor-geral da PF desrespeita a própria instituição e é uma demonstração clara da tentativa de aparelhamento ilegal da PF para uso político. Inaceitável. O Brasil não pode ficar a mercê dos filhos malfeitores de Jair Bolsonaro”, declarou.

Alexandre Ramagem substitui Maurício Valeixo, demitido na semana passada, contra a vontade do agora ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Hoje, o PDT deu entrada em um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar impedir a posse do novo diretor. Uma das alegações que sustentam o pedido é a declaração de Sérgio Moro, no dia de sua renúncia ao cargo, de que o presidente pretendia interferir politicamente na PF, aliada ao fato de que Ramagem tem ligações pessoais com a família do presidente.

Postar um comentário

 
Copyright © 2019 PORTAL DO MARANHAO
Criado Por: Luzimar Rodrigues