Ultimas

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Cheques de empresa em nome de laranja expõe outra vez laranjal podre do deputado Júnior Lourenço.

Desde a semana passada o site Maranhão de Verdade tem publicado uma série de matérias detalhando um suposto esquema criminoso que estaria utilizando empresas de fachada em nome de laranjas, para supostamente, servir como “lavanderia” de dinheiro roubado dos cofres públicos.
Como destacado em reportagens anteriores, as investigações que a polícia do Maranhão e o Ministério Público estão fazendo em conjunto conseguiram chegar em alguns nomes importantes que fazem parte da organização criminosa. Eles são acusados de práticas como tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, sonegação de impostos e fraude em licitações.
Na última matéria que trata sobre o assunto, foi revelado as evidências que pesam contra o deputado federal José Lourenço Bomfim Junior, o Júnior Lourenço (PL), com a nomeação em seu gabinete de Amanda Francisca Castelo Branco de Abreu, ex-tesoureira da Comissão Provisória Municipal do Partido Progressista na cidade de Miranda do Norte, que era presidido por Diego Freitas Figueiredo.
Diego Figueiredo, irmão e sócio de Thiago Freitas Figueiredo, figuram como titulares da Gold Comercio e D Freitas Figueiredo Entretenimento, algumas das empresas por onde transitaram milhares de reais desses negócios investigados.
Hoje, em mais um capitulo da série de reportagens, será destacado o vazamento de alguns cheques dos mais variados valores, em nome da empresa Gold Comércio, que tem como titular o próprio motorista do parlamentar.
Os documentos escritos com ordens de pagamentos detalham transações financeiras dos mais variados valores que podem pode ter desviado, milhões de reais dos cofres públicos. As assinaturas nos documentos foram chanceladas pelo pré-candidato a prefeito de São Vicente Ferrer, Diego Figueiredo, um dos sócios da firma.
Levantamento da reportagem junto ao Sistema de Acompanhamento Eletrônico de Contratação Pública (Sacop), do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA), apontou que somente a Gold possui mais de R$ 13,7 milhões em contratos.
A reportagem tenta descobrir se os cheques em nome da empresa seriam para pagar dívidas com agiotas que financiam campanhas políticas e estariam recebendo os pagamentos por meio da empresa fantasma, operada pelo ‘laranja’ do deputado. Os dados mostram que a Gold tem 25 contratos com seis prefeitos. Curioso é dos 14 procedimentos licitatórios que participou para prestação de serviços nestes município, a firma não perdeu em nenhum e saiu vencedora em todos.
Isso fica claro, por exemplo, em propagandas de eventos que estampa fotos do deputado Júnior Lourenço e do suplente de deputado Guilherme Paz, com Diego Figueredo.
Isso fica claro, por exemplo, em propagandas de eventos que estampa fotos do deputado Júnior Lourenço e do suplente de deputado Guilherme Paz, com Diego Figueredo.
Outra dúvida em relação ao caso é se os recursos que estariam sendo desviados do erário público estariam sendo usados para financiar a campanha do próprio motorista que virou ‘empresário’ e agora quer ser prefeito de São Vicente Ferrer. Isso fica claro, por exemplo, em propagandas de eventos que estampa fotos do deputado Júnior Lourenço e do suplente de deputado Guilherme Paz, com Diego Figueredo. Os detalhes de episódio, entretanto, vamos contar nas próximas matérias. Aguardem!

Postar um comentário

 
Copyright © 2019 PORTAL DO MARANHAO
Criado Por: Luzimar Rodrigues