Ultimas

quarta-feira, 15 de julho de 2020

Assassino da mãe de Cléber Verde morre em confronto com a polícia, dois foram presos; corpo do pai é localizado.


Um dos suspeitos da morte da mãe do deputado federal Cleber Verde, Maria da Graça Cordeiro Mendes, foi morto pela polícia na madrugada desta quarta-feira (15).
O homem identificado como “Fabinho” reagiu durante operação de busca e acabou sendo alvejado. As informações são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).
Outros dois suspeitos foram presos. Um quarto indivíduo segue sendo procurado. Ainda de acordo com a SSP, o corpo do pai de Cleber Verde, Jesuíno Mendes, também foi encontrado.
Além de “Fabinho”, os policiais prenderam seu comparsa, identificado como Daniel. Neste momento, o secretário de Segurança, Jeferson Portela, o comandante da Polícia Militar, coronel Pedro Ribeiro e o delegado-geral Leonardo Amorim estão em deslocamento para a área.
Vereador conta dertalhes
O vereador Anisio dos Santos, um dos primeiros a chegar à propriedade da vítima, relatou que a  mãe do deputado, Maria da Graça, ainda chegou a ser encontrada com vida por alguns populares.
Em contato por telefone, o vereador afirmou que sua casa fica a aproximadamente 2km da residência dos pais do parlamentar e que, por volta das 17h30, foi chamado por vizinhos que já vinham do local do crime.
Segundo o vereador, os relatos das primeiras testemunhas davam conta de que dona Maria ainda estava viva, mas agonizando devido aos ferimentos de faca e a um na cabeça.
“A gente ia mobilizar carro pra levar ela ao hospital. Mas quando chegamos lá ela já tinha entrado em óbito”, afirmou.
Anisio dos Santos confirmou que ainda não se sabe o paradeiro do pai de Cleber Verde. Na opinião dele, os pais do deputado foram vítimas de um assalto, e devem ter reagido. Ele também relatou que não há delegado na cidade, e que equipes de polícia de Pinheiro e de Santa Helena ainda eram aguardadas para iniciar as investigações.

Postar um comentário

 
Copyright © 2019 PORTAL DO MARANHAO
Criado Por: Luzimar Rodrigues