sexta-feira, 9 de abril de 2021

Nova gestão na saúde de Vargem Grande coleciona mortes e gera caos, de quem é a culpa?


Em meio a pandemia que estamos vivendo no mundo, Vargem Grande vive um verdadeiro caos na Saúde. Há um ano atrás com o inicio da pandemia a gestão estava no comando da Enfermeira Nicoly Mesquita onde esteve 4 anos a frente da pasta que destacou-se por seu desempenho no combate à 1º onda da pandemia, a mesma mostrou-se eficaz com suas articulações, prevenções e estratégias para conter o avanço da Covid-19 no Município. 


Os dados não mentem, segue informações de óbitos há exatamente 1 ano atrás (até dezembro 2020 Registrados).

Na atual gestão o prefeito Carlinhos Barros mostrou preocupação apenas em faturar com a saúde, triste realidade nua e crua, o grande exemplo era os postos de saúde fechados por 3 meses, onde poderia ter medidas de prevenção e atendimento precoce a população evitando assim a propagação do vírus com tanta rapidez, mas o mesmo já dava sinais, porém, a população não enxergou a tempo, em sua própria campanha muita aglomeração, pessoas sem máscaras, sem medidas protetivas até porque o mesmo só pensava em faturar.

veja o vídeo a seguir:

O gestor têm se perdido em outras áreas mas a saúde segue em destaque ganhando nome de “CIDADE DAS CATATUMBAS” todo dia morre um, por isso o nome, como se não bastasse a atual secretaria Thays Mesquita advogada e que segue a frente da pasta com zero conhecimento e experiência na área da saúde contabiliza um alarmante número de mortes no município, em apenas três meses de sua gestão já foram 20 óbitos até agora registrados. 

Perguntas que não quer calar... 


1.Cadê  os milhões de reais enviados pelo governo federal para a saúde de Vargem Grande? 


2.Porque o Ministério Público municipal está calado? 


3.Porque uma advogada que entende apenas de leis foi colocada para cuidar de vidas? 


4.Porque  mexer em equipe que estava dando certo? 


Nessa atual gestão da saúde um erro grosseiro aconteceu no início deste ano com a retirada de profissionais qualificados e experientes, como 

Dr.  Ubiranir, Dr. Samuel, Dr. Erick entre outros profissionais dentro do hospital. 


Quantos óbitos será preciso para que atual secretária seja demitida ou entregue seu cargo? 


Quantas vidas teremos que perder? 


Vargem grande chora lágrimas de sangue nesse momento de perda e dor, e clama por mudança na saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário