terça-feira, 6 de abril de 2021

"Meu primeiro emprego foi como professor de inglês", diz Felipe Camarão ao expressar sua felicidade pelo início dos cursos de língua inglesa para 9 mil pessoas no MA.


Mais de 9 mil pessoas, entre adolescentes, jovens e adultos, começaram, nesta terça-feira (06), a receber aulas de Língua Inglesa totalmente gratuitas, na modalidade de Educação a Distância (EAD), no Maranhão. Os cursos são promovidos pelo Governo do Estado, no âmbito da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), pelo Unidade Vocacional do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) Idiomas.


A aula inaugural aconteceu na noite de segunda-feira (5), no canal do IEMA no YouTube. No início das atividades, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, destacou que o número de inscritos ultrapassou a expectativa da organização, com mais de 30 mil pessoas de diferentes cidades, que realizaram a inscrição. Ressaltou, ainda, que o curso representa um investimento na qualificação da população maranhense.


“Estou muito feliz com o início desse curso. Meu primeiro emprego foi como professor de inglês no curso da minha avó, aos 16 anos, até ingressar na Universidade e, após formado, aos 23 anos, fui ser professor universitário. Portanto, presto minha homenagem a todos os professores do curso. Esse curso foi pensado e planejado com muito carinho para todos vocês, alunos. Quero, em meu nome, e em nome do governador Flávio Dino, dar boas-vindas a todos os alunos e desejo que vocês tenham sucesso nesse curso que se inicia hoje”, enfatizou Felipe Camarão.


O secretário adjunto de Educação Profissional e Integral da Seduc, André Bello, informou os alunos inscritos estão espalhados por todo o Brasil e por mais de 100 municípios maranhenses. “Sabemos que um curso de Inglês, nesse formato, é caro, mas o governador Flávio Dino está oportunizando a todas essas pessoas possibilidades para que se qualifiquem, tanto para o mercado de trabalho quando para sua qualificação pessoal”, enfatizou.


A professora Helena Costa, uma das docentes do curso, lembrou do desafio que é, para os professores, gravar aulas remotas, sem a presença dos alunos presencialmente. Frisou que o curso é uma oportunidade para pessoas que não conseguiriam realizá-lo de forma presencial em decorrência da pandemia da Covid-19. “Nossa desejo é que vocês se dediquem e que aproveitem ao máximo o curso”, revelou.


Durante a live de abertura dos cursos, a supervisora de Educação Profissional e coordenadora das unidades vocacionais do IEMA, Josélia Castro, frisou que o curso tem duração de oito semanas (dois meses), com carga horária de 60h, por nível. Serão 5 módulos por curso, na modalidade a distância, com videoaulas e vídeos de revisão, material pedagógico, lives tira-dúvidas, fóruns discursivos e de atividades, com tutoria por turma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário